A “Rumo à Katowice” é uma série de análises de todas as equipes que jogarão o IEM Katowice Major 2019. Será divulgado um time por dia, durante 24 dias, até o início das competições na Polônia.

FaZe Clan

Na sétima edição da nossa série de análises, estudaremos o desempenho passado da organização americana FaZe Clan com seu time de Counter-Strike. A equipe, vice-campeã do ELEAGUE Boston 2018, virá ao IEM Katowice com uma grande mudança — o IGL Karrigan saiu da equipe e NiKo assumiu a capitania.

O elenco também contará com o cazaque AdreN para o Major da Polônia:

  • Nikola “NiKo” Kovač
  • Håvard “rain” Nygaard
  • Ladislav “GuardiaN” Kovács
  • Olof “olofmeister” Kajbjer
  • Dauren “AdreN” Kystaubayev (stand-in)
  • Janko “YNk” Paunović (coach)

A FaZe vai à Katowice com desconfiança. Não apenas pela mudança de capitão, a equipe não apresentou em 2018 um resultado satisfatório. Em 2017, fizeram um ótimo ano, com diversos títulos, mas ano passado isso não se repetiu, apesar dos 3 títulos conquistados.

O ano da FaZe não foi dos melhores por conta dos problemas em sua escalação. O sueco olofmeister passou por problemas médicos e depois, por razões pessoais, se afastou da equipe por vários meses.

Nos títulos conquistados, apenas em um deles olof esteve presente. É curioso mostrar que a FaZe se saía melhor sem seu jogador oficial do que com ele, provavelmente pela falta de estudo e conhecimento dos adversários em seu substituto e em como a equipe jogaria com ele.

No IEM Sydney, onde a FaZe saiu com o título, o elenco consistia em Karrigan, rain, NiKo, GuardiaN e o stand-in Xizt. Já no título da ESL One Belo Horizonte, o substituto foi o norueguês cromen, que foi cotado para ser contratado oficialmente para a vaga do IGL Karrigan, mas que acabou não se concretizando.

Olof esteve presente apenas no título da EPICENTER, onde a FaZe venceu a Natus Vincere por 2-0 na final, com brilhante atuação por parte do jogador e do atual IGL NiKo.

Se falarmos de map pool, a equipe possui um rodízio considerável, que pode ser usado de acordo com o adversário. Vamos ver as estatísticas em LAN de 2018:

  • Mirage: 46 partidas – 31 vitórias (67.4% de aproveitamento)
  • Inferno: 33 partidas – 17 vitórias (51.5% de aproveitamento)
  • Cache: 28 partidas – 18 vitórias (64.3% de aproveitamento)
  • Overpass: 23 partidas – 15 vitórias (65.2% de aproveitamento)
  • Train: 16 partidas – 8 vitórias (50.0% de aproveitamento)
  • Dust2: 14 partidas – 9 vitórias (64.3% de aproveitamento)
  • Nuke: 6 partidas – 2 vitórias (33.3% de aproveitamento)

Atualmente, o mapa que a equipe mais bane nas escolhas é a Nuke. A razão do veto é a especialidade de outros times no local, como Astralis e Liquid. Mirage, como visto, tem o melhor retrospecto para a FaZe e é o mapa mais escolhido e jogado também.

O time se sente muito a vontade em Mirage e possui uma das maiores taxas de vitórias de uma equipe em um mapa atualmente.

Mas e as mudanças de jogadores? Como vão influenciar no estilo de jogo e no map pool da FaZe? Ainda é cedo para saber, porém a nova equipe já estreou em 2019 no evento da iBUYPOWER Masters.

Entretanto, após serem derrotados pela Ghost Gaming e vencerem a brasileira Luminosity em Overpass, foram derrotados novamente pela Ghost. Ambas as derrotas vieram na Train, mapa que nunca foi o forte da FaZe.

Já no segundo teste da nova temporada, a equipe foi muito bem. Conquistou o título da ELEAGUE Invitational, após vitórias contra compLexity, BIG e, na final, a Cloud9.

E o desempenho individual dos cinco? Veja como foi o 2018 em LAN dos jogadores que disputarão o IEM Katowice pela FaZe Clan:

  • NiKo: 1.25 de Rating 2.0 e 86.6 de ADR
  • GuardiaN: 1.12 de Rating 2.0 e 72.2 de ADR
  • rain: 1.10 de Rating 2.0 e 78.9 de ADR
  • olofmeister: 1.06 de Rating 2.0 e 75.0 de ADR
  • AdreN: 1.03 de Rating 2.0 e 77.9 de ADR

O IGL NiKo, GuardiaN e rain foram selecionados no top 20 de jogadores de 2018. O bósnio foi ao pódio e garantiu o terceiro lugar. Já o eslovaco e o norueguês foram o 11º e o 18º, respectivamente.

Com todos esses altos e baixos, será que a FaZe Clan será capaz de surpreender seus adversários ao título e garantir a taça do IEM Katowice mesmo com um stand-in? Vale lembrar que AdreN já foi campeão de Major, o PGL Krakow 2017, e ainda venceu o prêmio de MVP do torneio.

Deixe sua opinião sobre a FaZe Clan nos comentários abaixo. Até onde os europeus podem ir na Polônia?

Leia as análises anteriores: AstralisNatus VincereTeam LiquidMIBRcompLexity GamingHellRaisers

Deixe seu comentário