A FURIA estreou com o pé direito na fase inicial da ESL Pro League contra os americanos da Swole Patrol. A vitória veio após o time vencer por 2 a 0 na MD3 disputada na madrugada desta quarta-feira (9). O resultado deixou a equipe em segundo lugar no Grupo A, atrás apenas da MIBR, que também estreou com vitória.

Apesar de ser uma line-up recém formada, a Swole Patrol não deu vida fácil para a FURIA, fazendo jogos equilibrados, tanto na Inferno, quanto na Vertigo. Braxton “swag” Pierce, que já atuou como complete da MIBR, é um dos principais nomes da equipe americana.

A próxima partida da FURIA pela ESL Pro League será contra a Envy, na madrugada de quarta para quinta-feira (10), às 1:25 da manhã. Os jogos podem ser acompanhados pelos canais da ESL Brasil, FuriaTV, MIBR TV e pelo Gaules, todos os canais estão presentes na Twitch.tv.

Inferno encaixada

O primeiro jogo da série foi disputada no mapa Inferno. Escolha dos americanos, a FURIA iniciou a partida no lado terrorista. Apesar de fazer uma boa defesa de bomb site, a Swole Patrol acabou garantindo o primeiro round graças a Jordan ‘Zellsis’ Montemurro, que garantiu o clutch em um dois contra um.

Mesmo perdendo o primeiro round, a FURIA forçou a compra de equipamentos. Entretanto, não foi o suficiente para conseguir a vitória e viram os americanos abrirem 2 a 0 no placar. Assim, viram no terceiro round a oportunidade de forçar mais uma compra, mas dessa vez o resultado foi positivo.

A equipe brasileira não falhou, fazendo assim o primeiro ponto. Em seguida, para o empate, VINI brilhou no bomb B de Famas, garantindo o empate. Logo depois os brasileiros conseguiram a virada, encaixando uma boa sequência e dominando o lado contra-terrorista da Inferno.

Ao passar sete rounds o jogo já havia sido controlado. A FURIA chegou a deixar o placar 6 a 2 antes da Swole Patrol voltar a pontuar. Entretanto, os americanos conseguiram aplicar uma boa sequência e ficaram a apenas um ponto atrás no placar.

O 14º round era decisivo para ver quem viria para a parte final do primeiro jogo na frente. Armado dos dois lados, a situação ficou ruim de início para os brasileiros, que perderam dois jogadores. Mas conseguiram um 3 contra 3, onde levaram a melhor e fizeram o oitavo ponto da partida, tendo assim a garantia que viriam para o final do jogo na frente.

Para melhorar a situação da equipe, o último round ficou por conta da FURIA, virando a partida com o placar de 9 a 6.

O pistol é FURIOSO

No início da segunda etapa parecia que não seria um pistol bom para o time da FURIA. Isso porque os brasileiros perderam dois jogadores no começo, deixando a equipe em uma situação complicada. Mas mesmo em um três contra quatro o time conseguiu encaixar bons HSs e garantiram o round.

A partir daí o domínio foi se estendendo e o jogo parecia estar encaminhado para a vitória. Porém, quando o placar estava 14 a 9 e a FURIA parecia que iria fechar a partida a Swole Patrol conseguiu encontrar vários pontos em sequência, fazendo a partida ficar 14 a 2.

Mas o time soube se virar bem na situação de pressão e, por fim, conseguiu encontrar o 15º ponto. Assim, os brasileiros tinham três map point para tentar a vitória. Contudo, nem precisou de tanto. Logo no round seguinte a FURIA conseguiu fazer o 16º e último ponto da Inferno.

Vertigo

De escolha da FURIA, a Vertigo não teve o início que o time brasileiro esperava. Os americanos venceram o pistol e encaixaram outros dois rounds em sequência antes da FURIA marcar o primeiro ponto no placar. Entretanto, o time tentou repetir a mesma tática que havia dado a vitória no round anterior, mas foi controlada pela Swole.

A partida estava 5 a 2 para os americanos e tudo dava indício de que eles iriam tomar o controle do mapa. Foi em um round eco, no entanto, que a FURIA conseguiu quebrar a economia da Swole e entrar para o jogo. A partir daí o jogo começou a encaixar, encostando no placar.

Logo depois os brasileiros empataram e conseguiram virar a partida. Encaixando bem, veio a virada. 6 a 5 FURIA. Dessa vez o controle do jogo estava novamente para os brasileiros. A troca de pontos nos rounds seguintes fez a primeira metade do jogo terminar com a diferença mínima, em 8 a 7.

Etapa Final

Na segunda parte da partida o pistol foi da FURIA, fazendo o 9° e o 10º ponto na sequência. No primeiro armado os brasileiros também levaram a melhor e abriram uma pequena na partida, com 11 a 8. Entretanto, a Swole Patrol conseguiu encontrar dois rounds seguidos e encostou mais uma vez no placar.

Apesar da insistência da FURIA, os americanos conseguiram virar a partida e ficaram a frente por 12 a 11. Com um armado decisivo, os brasileiros precisavam voltar para o jogo. Foi quando KSCERATO e yuurih conseguiram mortes cruciais para o round que viria a ser conquistado pela FURIA em sequência.

Foto/Reprodução: HLTV

O ponto fez a economia da Swole Patrol ficar quebrada, mas ainda assim o suficiente para empatar a partida. Entretanto, a partir desse momento o que se viu foi um domínio completo dos brasileiros, que conseguiram fazer pontos cruciais no fim do mapa.

Assim, logo depois que fez 14 a 13 e tomou a frente do jogo, a FURIA não parou de pontuar um momento sequer, deixando o mapa encaminhado. No round mais decisivo. KSCERATO ganhou o clutch contra Swag e deu o match point para os brasileiros, que fecharam o jogo por 16 a 13 e dando a primeira vitória da FURIA na ESL Pro League Season 10.

Deixe seu comentário