A partir do dia 01 de novembro, doze equipes irão disputar a 2ª temporada da Liga Feminina NFA, que terá a premiação total de R$ 1 mil e será disputada em séries MD5. Os jogos acontecerão todas as quartas, sábados e domingos, com transmissão ao vivo pelo canal da National Free Fire Association na Nimo.tv.

Leia também:

Sobre a segunda temporada

Devido ao sucesso da primeira temporada da Liga Feminina, a NFA, que já tinha como objetivo a criação de um projeto recorrente, decidiu expandir o campeonato para fomentar o cenário feminino de Free Fire no Brasil.

Bernardo Assad, CEO e fundador da NFA, comentou sobre as ligas: “A NFA tem como principal objetivo oferecer oportunidades e um ambiente competitivo e saudável para fomentar o desenvolvimento e crescimento do Free Fire no Brasil e é por isso que investe na base, por meio da Liga Secundária, que dá aos times amadores e semiprofissionais a chance de provarem seu valor, a Liga Feminina, para incentivar cada vez mais mulheres a jogarem e também a Copa NFA BlueStacks, que está acontecendo em outubro e coloca doze equipes semi profissionais para jogarem contra as doze profissionais da Liga NFA.”

A Liga Feminina NFA é disputada pelas doze equipes associadas à National Free Fire Association e busca estimular a participação das mulheres no cenário competitivo de Free Fire.

A primeira temporada aconteceu entre os dias 13 e 31 de julho, onde a equipe da PMBR Girls se tornou a primeira campeã da competição, seguida de INTZ eSports e GOD Girls.

“O cenário feminino no Free Fire vem aumentando cada dia mais. No lançamento do jogo, a quantidade de meninas que jogavam no modo competitivo era tão baixa que só ocorriam campeonatos com times masculinos ou mistos. Com o passar do tempo e com o crescimento do jogo muitas meninas vieram, se juntaram para fazer times e deixou a comunidade feminina de Free Fire enorme”, contou Isadora “isax” Morais. Ela ainda completou: “A Liga Feminina NFA veio pra mostrar que a importância do cenário feminino de Free Fire e para provar que ele é tão competitivo quanto o masculino, algo de extrema importância para que mais e mais mulheres se sintam bem vindas para começar a jogar Free Fire, até porque jogo também é coisa de menina.”

As equipes participantes da competição são:

  • B4 Esports
  • Game Over
  • Máfia
  • PMBR
  • Suicide Squad
  • 4K Easy
  • New
  • KaBum! e-Sports
  • Vivo Keyd
  • INTZ AS
  • GOD Girls
  • Los Grandes

 

Foto de capa: Garena/Free Fire

Deixe seu comentário